EGCG

De Notas pessoais


O EGCG é a mais abundante catequina presente maioria dos chás, entre outras plantas, e é também um potente antioxidante que pode ter propriedades terapêuticas para muitas doenças, incluindo câncer. Ela é encontrada no chá verde, mas não no chá preto, pois o EGCG é convertida em thearubigins em chás pretos. Em um ambiente de alta temperatura, uma epimerização pode ocorrer, porque o aquecimento resulta na conversão do EGCG para GCG. Assim, é considerado inadequado para infusão de chá verde ou seus extratos com água superaquecida.

EGCG pode ser encontrado em muitos suplementos.

Houve uma pesquisa investigando os benefícios do EGCG do chá verde no tratamento da infecção pelo HIV, onde EGCG foi mostrado como redutor das placas relacionadas à demência AIDS em laboratório, bem como bloqueador do gp120. No entanto, esses efeitos ainda não foram confirmados por testes em seres humanos vivos, e isso não implica que o chá verde vai curar ou bloquear a infecção pelo HIV, mas pode ajudar a regular a carga viral, contanto que não esteja envolvido nas reações adversas a medicamentos. As concentrações de EGCG utilizados nos estudos não podem ser alcançado pela ingestão de chá verde. Mais estudos em EGCG e HIV está em andamento.

EGCG e Câncer

Há evidências crescentes mostrando que o EGCG - juntamente com outros flavonóides - pode ser benéfico no tratamento do cancer de cérebro, de próstata, do colo do útero e da bexiga. EGCG apresentou-se como para ligamento e inibidor do anti-apoptótico da proteína Bcl-xl que é implicado na sobrevivência de ambas as células cancerosas e das células normais.

A síndrome de Sjögren e EGCG

Segundo a pesquisa conduzida na Medical College of Georgia, EGCG podem ajudar a proteger contra algumas doenças auto-imunes, incluindo a síndrome de Sjögren. Os resultados da pesquisa podem sugerir que o EGCG (por exemplo, no chá verde) pode ativar o sistema de defesa do organismo contra o TNF-alfa proteínas, que estão envolvidos na inflamação sistémica.

Interações Medicamentosas

Um estudo recente, utilizando modelos de ratos na Universidade do Sul da Califórnia mostraram que, em contraste com os inúmeros benefícios comumente associados com chá verde e extrato de chá verde (GTE), EGCG se liga com a droga anti-câncer Velcade, reduzindo significativamente sua biodisponibilidade e, assim, tornando-o terapeuticamente inútil. Dr. Schönthal, liderou o estudo que sugere que o consumo de chá verde e produtos GTE é fortemente contra-indicado para pacientes em tratamento de mieloma múltiplo e linfoma de célula manto.

Possível potencial carcinogênico

EGCG foi, entre outros polifenóis do chá, considerado um inibidor da topoisomerase forte, semelhante a alguns medicamentos quimioterápicos antineoplásicos ex. etoposide e doxorrubicina. Esta propriedade pode ser responsável por suas proprierades anticarcinogênicas, contudo, também sugere um potencial carcinogênico da substância. A alta ingestão de compostos polifenólicos durante a gravidez é suspeita de aumentar o risco de leucemia neonatal. Suplementos bioflavonoides não devem ser utilizados por mulheres grávidas. Encontrou-se uma forte associação entre o alto consumo de chá durante a gravidez e o risco elevado de tumores malignos do sistema nervoso central (CNS) na infância.

EGCG is the most abundant catechin in most notably tea, among other plants, and is also a potent antioxidant that may have therapeutic properties for many disorders including cancer. It is found in green tea, but not black tea, as EGCG is converted into thearubigins in black teas. In a high temperature environment, an epimerization change is likely to occur, because heating results in the conversion from EGCG to GCG. Thus it is considered inappropriate to infuse green tea or its extracts with overheated water.

EGCG can be found in many supplements.

There has been research investigating the benefit of EGCG from green tea in the treatment of HIV infection, where EGCG has been shown to reduce plaques related to AIDS-related dementia in the laboratory, as well as block gp120. However, these effects have yet to be confirmed in live human trials, and it does not imply that green tea will cure or block HIV infection, but it may help regulate viral load as long as it is not involved in adverse drug reactions. The concentrations of EGCG used in the studies could not be reached by drinking green tea. More study into EGCG and HIV is currently underway.

EGCG and Cancer

There is increasing evidence to show that EGCG – along with other flavonoids – can be beneficial in treating brain, prostate, cervical and bladder cancers. EGCG has been shown to bind and inhibit the anti-apoptotic protein Bcl-xl which has been implicated in both cancer cell and normal cell survival.

EGCG and Sjögren's syndrome

According to the research led at Medical College of Georgia, EGCG may help protect against some autoimmune diseases, including Sjögren's syndrome. Research results may suggest that EGCG (eg. in green tea) can turn on the body’s defense system against TNF-alpha proteins, which are involved in systemic inflammation.

Drug Interactions

A recent study using mouse models at the University of Southern California showed that, in contrast to the myriad benefits commonly associated with green tea and green tea extract (GTE), EGCG binds with the anti-cancer drug Velcade, significantly reducing its bioavailability and thereby rendering it therapeutically useless. Dr. Schönthal, who headed the study, suggests that consumption of green tea and GTE products be strongly contraindicated for patients undergoing treatment for multiple myeloma and mantle cell lymphoma.

Possible carcinogenic potential

EGCG was, among other tea polyphenols, found to be a strong topoisomerase inhibitor, similar to some chemotherapeutic anticancer drugs ex. etoposide and doxorubicin. This property may be responsible for anticarcinogenic however also a carcinogenic potential of the substance. High intake of polyphenolic compounds during pregnancy is suspected to increase risk of neonatal leukemia. Bioflavonod supplements should not be used by pregnant women. A strong association between high intake of tea during pregnancy and elevated risk of childhood malignant central nervous system (CNS) tumours was found.

Ferramentas pessoais

contador de visitas