Secrets of People Who Never Get Sick

De Notas pessoais

Hands8.gif
 · ATENÇÃO: Este artigo ainda não está completo e necessita ser revisado  ·





• Secrets of People Who Never Get Sick - By Gene Stone

It’s tempting to dismiss it as luck: Some people might catch a slight cold or suffer an occasional ache or pain now and then, but they never seem to suffer from flus, fevers and illnesses that send the rest of us diving under the covers for days. Despite centuries of scientific advances, doctors still can’t tell us definitively how to stay well. So why not look for solutions from the people for whom the common cold is, well, uncommon? Here, 10 surprising habits of those people who never get sick—and how you can adapt them to your own soon-to be healthier life.

  1. THEY STRESS LESS Researchers at Duke University found that stress damages the immune system and the heart. Other studies suggest that it increases your chances of contracting bacterial infections, such as tuberculosis. There’s also evidence that learning relaxation techniques early on is crucial: A 2009 Stress in America Survey by Harris Interactive on behalf of the American Psychological Association found that stress is a top health concern for kids between ninth and 12th grades, and suggested that stress could do serious long-term damage if those children don’t learn to manage it. Of course, exercise is one of the best ways to chill out. A University of Southern California study found that when participants took a vigorous walk around a track, they reduced tension in their bodies by 20 percent. A diet rich in fruits and vegetables is also crucial, as is laughing: It releases endorphins in the body that act as natural stress busters. Plus, a good guffaw gives your heart muscle a workout.
  2. THEY SPRINKLE BREWER’S YEAST ON THEIR FOOD Just one tablespoon packs in most of the B vitamins you need each day, including thiamine, riboflavin, niacin, B6, folic acid and biotin. Without enough of these vitamins, the body isn’t able to metabolize carbohydrates, fats and proteins; the Bs are also essential for healthy hair, skin, nerves, blood cells, hormone-producing glands and a thriving immune system. B vitamins help manufacture antibodies and white blood cells that make up the immune response. And in times of stress, the Bs can be depleted, which compromises your immunity. Sprinkle a tablespoon of brewer’s yeast over popcorn or cereal, mix it into soups or sauces (the taste goes especially well with split pea soup or any dish made with tomato sauce) or bake into quick breads and cookies.
  3. THEY EAT LESS. As far back as the 1930s, studies found that animals that were fed less lived twice as long. More recent research in humans has linked calorie restriction to lower incidences of age-related health problems, including cardiovascular disease, diabetes and Alzheimer’s. Participants in one study who ate 25 percent less than their usual amounts had lower overall cholesterol, LDL (“bad”) cholesterol, triglyceride levels and blood pressure. Keep in mind that calorie restriction is an easy diet to do unsafely, however. Start by limiting simple sugars and flours, and pack your meals with dark leafy greens and other vegetables. You can find more tips on calorie restriction at crsociety.org or naturalhealthmag.com.
  4. THEY EMBRACE BACTERIA. OK, so no expert will tell you to toss a few dirt clods into the blender the next time you whip up some pesto, but research suggests that the move toward complete sterility in the modern age wasn’t necessarily more healthful. It appears that the path to increasing health is probably somewhere between the squalor of our ancestors’ environment and the hyper-cleanliness of the developed world. Bacteria and our bodies have a symbiotic relationship in which their presence helps our systems stay healthy and balanced. “Good” germs can improve your metabolism, enhance your immunity and reduce inflammation. Scientists at the University of California, San Diego, found that the more bacteria you have on the surface of your skin, the better you combat inflammation. So go outside, have plenty of contact with Mother Nature and get dirty! And rather than scrub your foods raw, give them a quick rinse.
  5. THEY OPT FOR HERBAL REMEDIES. Although plant-based health aids have been long derided by the Western medical community, about onequarter of all prescription drugs are derived from plants. Herbal remedies (plants purported to have medicinal properties) are an integral part of traditional Chinese medicine, and what we know about plants’ abilities to heal is impressive: They can alleviate high blood pressure, stimulate the nervous system, destroy germs and boost the immune system. But you needn’t fill your medicine cabinet with supplements; something as simple as green tea can help improve your immunity and your health. Commercial green tea beverages have come under fire recently for unsubstantiated health claims, yet studies have shown that antioxidants in green tea called polyphenols have the potential to boost metabolism and burn fat, protect against liver disease, control blood sugar levels and lower LDL cholesterol. Skip pre-packaged bottled versions and sip unflavored loose-leaf green tea instead.
  6. THEY MAKE FRIENDS A PRIORITY. Studies show that people with strong friendships tend to have more robust immune systems and are less likely to succumb to infectious diseases. In 2008, Harvard University researchers found that positive social attachments might protect against memory loss and other cognitive disorders. A 1993 Swedish study of male blue-collar workers (who are at increased risk of heart disease, statistically) concluded that men with strong social support lowered their risk of cardiovascular disease; and a 2009 study in Buffalo, N.Y., found that those with few friends were most likely to suffer from heart disease, depression and anxiety. If you feel the need to boost your crony count, try this little experiment for one week: Strike up at least two conversations every day with someone you haven’t talked to before. And aim to listen more than you speak; the more airtime you give someone, the more generous he or she will be with personal details. Also, keep the bellyaching to a minimum. Your tone can determine how often others will want to spend time and talk with you.
  7. THEY STAY Ph BALANCED. According to some practitioners of alternative medicine, the body is healthiest when its systems are functioning midway between completely acidic and completely alkaline (i.e., pH balanced). When pH levels fall below that midpoint, the body suffers from a condition called acidosis, which even in minor cases can cause fatigue, rapid breathing, stomach problems and confusion. Many experts say that the typical American diet, chock-full of meat and sugar, has created an epidemic of acidosis in the Western world. Most vegetables are alkalizing, however, so eating them regularly can reduce your risk of being too acidic. Include lots of dark leafy greens, green beans, asparagus and carrots in your diet; other alkalizing foods to reach for include cucumbers, coconuts and avocados.
  8. THEY EAT GARLIC. Studies have shown that garlic can act as a powerful antioxidant and antibiotic, as well as cut the duration and the number of colds you catch. In addition, garlic has proved efficient in reducing blood pressure and triglyceride and cholesterol levels. Some experts say that garlic’s medicinal value lessens when it’s in a supplement form and recommend that you eat it fresh if you want to get garlic’s health benefits.
  9. THEY DETOX REGULARLY. Many chemicals used commonly today—such as phthalates, dioxins and PCBs—were absent from our environment a century ago. That might be why the rates of diseases (including cancer and liver disease) linked to toxic exposures are increasing, say experts. Although no long-term studies on the benefits of detoxification have been done, chances are good that your health will improve if you lower the level of synthetic chemicals present in your body. Digestive issues, fatigue, breakouts or muscle pain are often signs that you could benefit from a detox program, most of which require you to limit meats and avoid wheat, sugar, dairy, caffeine and alcohol. (See naturalhealthmag .com/detox for an easy, safe plan.) You can also purge toxins by sitting in a sauna or taking Bikram yoga classes, which are practiced in a hot room. Cleansing homeopathic or mineral baths might help, too. Talk to your doctor before embarking on a detox program of any length. If you’re pregnant or nursing, have an eating disorder or suffer from any kind of chronic health condition, it’s especially important to detox only under the supervision of a health care provider.
  10. THEY TAKE MORE NAPS. Sleep deprivation has the same biological effect as stress: Overtired bodies ratchet up production of the hormone cortisol, which gives you energy but restricts production of human growth hormone, limiting your body’s ability to repair itself. Just like stress, sleep loss has a degenerative effect on your health, and lack of sleep is also tied to compromised immune function. Researchers at the University of California, San Diego, found that the number and effectiveness of immune cells decrease without enough sleep. A counterintuitive napping tip: Consider drinking a cup of coffee or other caffeinated beverage right before your nap. Because it will take about 20 minutes for the caffeine to travel through your digestive system, you can fit in a short snooze before it takes effect. Japanese researchers found that subjects who did this were more alert when they awoke than those who didn’t, and that their post-slumber work productivity was higher. Adapted from The Secrets of People Who Never Get Sick (Workman Publishing, 2010) by Gene Stone Source: http://www.naturalhealthmag.com/health/secrets-people-who-never-get-sick


• Segredos de pessoas que nunca ficam doentes - Por Stone Gene

É tentador negar-lhe sorte: Algumas pessoas podem pegar um resfriado leve ou sofrer uma dor ocasional ou dor agora e depois, mas eles nunca parecem sofrer de gripes, febres e doenças que enviar o resto de nós mergulho sob o capas para dia. Apesar de séculos de avanços científicos, os médicos ainda não podem nos dizer definitivamente como ficar bem. Então por que não procurar soluções das pessoas para as quais o resfriado comum é, bem, incomum? Aqui, 10 hábitos surpreendentes de pessoas que nunca ficam doentes e como você pode adaptá-los para o seu próprio logo para ser saudável vida.

  1. Eles salientam pesquisadores menos na Duke University descobriram que os danos do stress o sistema imunológico e do coração. Outros estudos sugerem que ela aumenta suas chances de contrair infecções bacterianas, como a tuberculose. Há também evidências de que técnicas de relaxamento de aprendizagem no início é crucial: um estresse 2009 na América Levantamento pela Harris Interactive, a pedido da Associação Americana de Psicologia descobriu que o estresse é um problema de saúde de topo para as crianças entre os graus nono e 12 º, e sugeriu que o estresse pode fazer danos graves a longo prazo, se as crianças não aprendem a administrá-la. É claro, o exercício é uma das melhores formas de relaxar. A Universidade do Sul da Califórnia estudo descobriu que quando os participantes tomaram uma caminhada vigorosa em torno de uma pista, que reduziu a tensão em seus corpos em 20 por cento. Uma dieta rica em frutas e vegetais também é crucial, como está rindo: Ele libera endorfinas no corpo que atuam como natural estresse busters. Além disso, uma boa gargalhada dá o músculo cardíaco de um treino.
  2. ELES polvilhe levedura de cerveja em seu alimento apenas uma colher de sopa de pacotes na maioria das vitaminas do complexo B que você precisa a cada dia, incluindo tiamina, riboflavina, niacina, B6, ácido fólico e biotina. Sem suficiente destas vitaminas, o corpo não é capaz de metabolizar hidratos de carbono, gorduras e proteínas, os Bs são também essenciais para o cabelo saudável, a pele, os nervos, células do sangue, hormonas e glândulas produzem uma próspera sistema imunitário. Vitaminas B ajudam anticorpos fabricação e células brancas do sangue que constituem a resposta imune. E em tempos de estresse, os Bs pode ser esgotado, o que compromete a sua imunidade. Polvilhe uma colher de sopa de levedo de cerveja mais de pipoca ou de cereais, misturá-lo em sopas ou molhos (o sabor vai especialmente bem com sopa de ervilha ou de qualquer prato feito com molho de tomate) ou assar em pães rápidos e biscoitos.
  3. comem menos. Já em 1930, os estudos descobriram que os animais que foram alimentados com menos viveram duas vezes mais longo. Uma pesquisa mais recente em seres humanos ligados a restrição calórica para menor incidência de problemas de saúde relacionados com a idade, incluindo doenças cardiovasculares, diabetes e mal de Alzheimer. Participantes em um estudo que comeram 25 por cento menos do que os seus valores habituais tiveram menor de colesterol total, LDL ("mau") colesterol, triglicérides e pressão arterial. Tenha em mente que a restrição calórica é uma dieta fácil de fazer sem segurança, no entanto. Comece por limitar os açúcares simples e farinhas, e arrumar suas refeições com folhas verdes escuras e outros vegetais. Você pode encontrar mais dicas sobre a restrição calórica em crsociety.org ou naturalhealthmag.com.
  4. eles abraçam BACTÉRIAS. OK, então nenhum perito vai dizer que você lance um torrões de terra poucos no liquidificador a próxima vez que você chicote até alguns pesto, mas a pesquisa sugere que o movimento em direção a esterilidade completa na idade moderna não era necessariamente mais saudável. Parece que o caminho para a saúde é, provavelmente, o aumento em algum lugar entre a miséria do ambiente dos nossos antepassados ​​eo hiper limpeza do mundo desenvolvido. As bactérias e os nossos corpos têm uma relação simbiótica em que sua presença ajuda os nossos sistemas de permanecer saudável e equilibrada. "Bons" os germes podem melhorar o seu metabolismo, melhorar a sua imunidade e reduzir a inflamação. Cientistas da Universidade da Califórnia, em San Diego, descobriram que as bactérias mais você tem na superfície de sua pele, a inflamação melhor combater você. Então, ir para fora, tem muito contato com a Mãe Natureza e ficar sujo! E em vez de esfregar seus alimentos crus, dar-lhes uma lavagem rápida.
  5. Eles optam por remédios fitoterápicos. Apesar de ajudas à base de plantas de saúde têm sido muito ridicularizado pela comunidade médica ocidental, cerca de onequarter de todos os medicamentos são derivados de plantas. Remédios fitoterápicos (plantas que supostamente teriam propriedades medicinais) são parte integrante da medicina tradicional chinesa, eo que sabemos sobre a capacidade das plantas para curar é impressionante: Eles podem aliviar a pressão arterial elevada, estimular o sistema nervoso, destrói os germes e impulsionar o sistema imunológico sistema. Mas você não precisa preencher seu armário de remédios com suplementos, algo tão simples como o chá verde pode ajudar a melhorar sua imunidade e sua saúde. Comerciais bebidas de chá verde têm estado sob fogo recentemente para infundadas as alegações de saúde, mas os estudos mostraram que os antioxidantes no chá verde chamado polifenóis têm o potencial de aumentar o metabolismo e queimar gordura, proteger contra doenças do fígado, os níveis de controle de açúcar no sangue e reduzir o colesterol LDL. Ir pré-embalados versões engarrafadas e gole de chá de folhas soltas, sem sabor verde em vez.
  6. fazem amigos uma prioridade. Estudos mostram que pessoas com amizades fortes tendem a ter mais robustos sistemas imunológico e são menos propensos a sucumbir a doenças infecciosas. Em 2008, pesquisadores da Universidade de Harvard descobriram que positivos vínculos sociais pode proteger contra a perda de memória e outros problemas cognitivos. Um estudo sueco de 1993 homens trabalhadores de colarinho azul (que estão em maior risco de doença cardíaca, estatisticamente) concluiu que homens com apoio social forte reduziu seu risco de doença cardiovascular, e um estudo de 2009 em Buffalo, Nova York, descobriram que aqueles com poucos amigos eram mais propensos a sofrer de doença cardíaca, depressão e ansiedade. Se você sente a necessidade de aumentar a sua contagem de compadrio, tente esta pequena experiência por uma semana: Strike-se pelo menos duas conversas todos os dias com alguém que você não falou antes. E pretendem ouvir mais do que falar, o mais tempo de antena você dá a alguém, o mais generoso que ele ou ela estará com dados pessoais. Além disso, manter o bellyaching a um mínimo. Seu tom pode determinar quantas vezes os outros vão querer passar o tempo e conversar com você.
  7. Eles ficam pH equilibrado. De acordo com alguns praticantes da medicina alternativa, o corpo é saudável quando seus sistemas estão funcionando a meio caminho entre completamente ácida e alcalina completamente (ou seja, pH equilibrado). Quando os níveis de pH cair abaixo desse ponto central, o corpo sofre de uma condição chamada acidose, que mesmo em casos menos graves pode causar fadiga, respiração rápida, problemas de estômago e confusão. Muitos especialistas dizem que a dieta americana típica, repleta de carne e açúcar, tem criado uma epidemia de acidose no mundo ocidental. A maioria dos vegetais são alcalinizantes, no entanto, para comê-los regularmente pode reduzir o risco de ser muito ácida. Incluir lotes de folhas verdes escuras, feijão verde, aspargos e cenouras em sua dieta; outros alimentos alcalinizantes para alcançar incluem pepinos, cocos e abacates.
  8. comem alho. Estudos têm demonstrado que o alho pode actuar como um antioxidante potente e antibióticos, assim como reduzir a duração e o número de resfriados lhe pegar. Além disso, o alho provou eficaz na redução da pressão sanguínea e de triglicéridos e níveis de colesterol. Alguns especialistas dizem que o alho reduz valor medicinal quando ele está em uma forma de suplemento e recomendamos que você comê-lo fresco, se você deseja obter os benefícios do alho à saúde.
  9. ELES DETOX REGULARMENTE. Muitos produtos químicos usados ​​comumente hoje, como os ftalatos, dioxinas e PCB-se ausente do nosso ambiente de um século atrás. Isso pode ser por isso que as taxas de doenças (inclusive o câncer e doenças do fígado) ligadas a exposições tóxicas estão aumentando, dizem os especialistas. Embora nenhum estudo a longo prazo sobre os benefícios de desintoxicação ter sido feito, as chances são boas de que sua saúde vai melhorar se você baixar o nível de produtos químicos sintéticos presentes em seu corpo. Problemas digestivos, fadiga, erupções ou dor muscular são muitas vezes sinais de que você poderiam se beneficiar de um programa de desintoxicação, a maioria dos quais exigem que você limitar carnes e evitar trigo, açúcar, laticínios, cafeína e álcool. (Veja naturalhealthmag .com / desintoxicação para um plano, fácil e segura.) Você também pode purgar toxinas por estar em uma sauna ou tomar aulas de Bikram Yoga, que são praticados em uma sala quente. Limpeza banhos homeopáticos ou mineral pode ajudar, também. Fale com o seu médico antes de iniciar um programa de desintoxicação de qualquer comprimento. Se você estiver grávida ou amamentando, ter um distúrbio alimentar ou sofrer de qualquer tipo de condição crônica de saúde, é especialmente importante para a desintoxicação apenas sob a supervisão de um profissional de saúde.
  10. eles tomam NAPS MAIS. A privação de sono tem o mesmo efeito biológico como estresse: catraca corpos overtired a produção do hormônio cortisol, que lhe dá energia, mas restringe a produção de hormônio do crescimento humano, limitando a capacidade do corpo de se reparar. Assim como o stress, perda de sono tem um efeito degenerativo sobre a sua saúde, ea falta de sono também está ligado ao comprometimento da função imunológica. Pesquisadores da Universidade da Califórnia, em San Diego, descobriu que o número ea eficácia das células do sistema imunológico diminuir sem dormir o suficiente. Uma dica counterintuitive cochilando: Considere beber uma xícara de café ou outra bebida com cafeína direito antes de seu cochilo. Porque vai demorar cerca de 20 minutos para a cafeína para viajar através de seu sistema digestivo, pode caber em um curto soneca antes de entrar em vigor. Pesquisadores japoneses descobriram que as pessoas que fizeram isso foram mais alerta quando acordou do que aqueles que não o fez, e que sua produtividade no trabalho pós-sono foi maior. Adaptado de Os Segredos das pessoas que nunca adoecem (Editora Workman, 2010) por Stone Gene Fonte <p>: http://www.naturalhealthmag.com/health/secrets-people-who-never-get-sick

Ferramentas pessoais
Imprimir/exportar

contador de visitas